Primeiros Passos

Faça parte da maior associação de música e artes do brasil

ASSOCIE-SE

Faça parte da maior associação de música e artes do brasil


ASSOCIE-SE PESQUISA DE OBRAS CADASTRO DE OBRAS ISRC
VOLTAR

Primeiros Passos

8 dicas valiosas para iniciantes no YouTube começarem com o pé direito sua caminhada pela principal plataforma de vídeos do mundo.

Desde o Início

Com boa frequência reunimos aqui dicas de apps, novos serviços de streaming e seus novos recursos. Como exemplo, falamos do Apple Music for Artists (aqui), da chegada das música nos stories do Instagram (aqui), o fim dos downloads do iTunes (aqui), dos apps que todo músico deveria conhecer (aqui), do modelo de remuneração proposto pela Deezer (aqui) e mais recentemente falamos da transição do Google Play Music para o YouTube Music (aqui).

Falando em YouTube, hoje vamos dar dicas sobre a já clássica plataforma (o YouTube tem 15 anos!), para os que ainda vão começar a dar seus primeiros passos nesse universo de vídeos e seus bilhões de acessos diários. Trazemos aqui um resumo do excelente tutorial montado pela equipe do TechTudo, com as informações básicas que você pode complementar no original.

1 – Criando o seu Canal

Comece fazendo o login da sua conta Google na página do YouTube. No canto superior direito está o ícone do seu avatar (sua foto de perfil do Google). Toque nele e escolha a opção “criar um canal”. 

Agora dê um nome. Pode ser o seu, da sua empresa, ou algo criativo que transmita a ideia do que será produzido por você na plataforma. Pesquise se já não existem canais com o nome escolhido, usando palavras fáceis e frases curtas (menos é mais!). Assim não confunde o público e facilita a memorização.

2 – Personalizando o seu Canal

Agora vamos dar um tapa no visual do seu canal. Lembre de ser original para atrair mais audiência. No mesmo ícone do avatar, você acessa o “seu canal”. Em seguida toque no botão “personalizar canal” na parte superior mais à direita. 

A primeira coisa é inserir o ícone do canal. Escolha a foto com cuidado, pois ela acompanhará tudo o que você produzir daqui em diante (banners, vídeos, comentários). 

Inclua também a capa do canal. O YouTube recomenda as dimensões: 2560 x 1440 e com, no máximo, 6 MB de tamanho. Pesquise outros canais para se inspirar com os estilos diferentes.

Por último, no campo “sobre”, descreva em até mil caracteres o propósito e o que será postado neste canal, lembrando de mencionar as outras páginas relacionadas (site, redes sociais).

3 – Definindo seu Público

Etapa fundamental para ter bons índices de engajamento, a definição correta do público é o que garante o seu vídeo ter visibilidade em uma infinidade de outros vídeos e informações.

Então invista um tempo em entender esse seu público. Mesmo que esteja começando do zero, ou vindo de outras plataformas e mídias (mais fácil), tente entender as preferências do seu consumidor. Assuntos, formatos e qualidade dos vídeos podem ser definidos através de pesquisa em outros sites, canais e redes sociais, sem esquecer de uma nova companheira indispensável, principalmente para iniciantes: a área de comentários. Escutar seu público verdadeiro (não os trolls tóxicos!) é a fórmula de sucesso para o seu canal.

4 – Produzindo conteúdo de qualidade

Qualidade pode ser relativa, mas algumas coisas fazem a diferença na hora de avaliar este quesito. Opte por assuntos que você goste e domine, além de serem relevantes para o público. Mostrar autoridade é uma ótima forma de causar boa impressão e fidelizar o público, podendo inclusive atrair outras pessoas que acompanham conteúdo semelhante.

Ao falar de qualidade também temos fatores básicos e indispensáveis. Seu vídeo precisa de boa resolução, imagem estável e som claro. Dependendo do seu formato de vídeos, invista em um roteiro. Assim fica mais fácil dar sentido ao seu conteúdo, organizando melhor em começo, meio e fim. 

Uma última dica são as trilhas sonoras. Use para dar um toque especial quando oportuno, lembrando obviamente de respeitar os direitos autorais. O próprio YouTube conta com uma biblioteca gratuita de áudios para uso livre.

5 – Investindo em Equipamentos

Para vídeos de qualidade o equipamento é fundamental. Então avalie e invista em um bom conjunto de câmera, tripé e microfone. Muitas vezes um bom celular (que grava em HD) com um tripé comum já resolve. Faça testes e escute o feedback do público. 

6 – Otimizando seu canal

Para ser visto o seu vídeo precisa ser encontrado. Fazemos isso através do SEO (“Otimização para Buscadores”), que usa palavras-chave para melhorar a visibilidade e a posição do seu conteúdo nos buscadores (ninguém vai até a página 2 do Google!), atraindo assim mais audiência. O Google Trends pode te ajudar a definir as melhores palavras-chave para cada ocasião.

Não deixe de usar as hashtags ao postar os vídeos. Assim eles podem ser linkados com outros conteúdos sobre o mesmo tema e chegar a mais pessoas que já demonstram um interesse pelo assunto.

7 – Divulgando e Produzindo regularmente

Quem sempre aparece dificilmente é esquecido. Então é fundamental manter uma constância na periodicidade de postagem de vídeos. Tente postar sempre nos mesmos dias e horários, evitando ao máximo “furar”. Essa é uma métrica importante do algoritmo do YouTube, que determina o sua posição no ranking de visibilidade e pode ser a diferença entre o seu vídeo ou do seu concorrente aparecer exposto para os usuários. 

Sabendo que o seu público está na internet, afinal acessa seu conteúdo através dela, use todas as redes que puder para divulgar o seu canal. Vale Facebook, LinkedIn, Instagram, Pinterest, Twitter, Whatsapp e até e-mail marketing. Só não vale spam! Então certifique-se que a pessoa se cadastrou para receber seu material.

8 – Estudando e Praticando

Estudar nunca é demais. Independente do seu objetivo ser tonar-se uma youtuber celebridade, ou apenas aproveitar um divertido hobby, busque sempre treinar e aprimorar suas habilidades em fazer bons vídeos. A própria plataforma oferece dicas nas páginas de suporte, além de fornecer em vídeo-aulas, através da Escola de Criadores de Conteúdo do YouTube, ensinamentos para melhorar a gestão do seu canal.

Boa sorte!

Fonte: TechTudo

SIGA-NOS NAS
REDES SOCIAIS

ASSINE NOSSA NEWSLETTER