Nota de Pêsames: Dominguinhos (1941 – 2013)

Faça parte da maior associação de música e artes do brasil

ASSOCIE-SE

Faça parte da maior associação de música e artes do brasil


ASSOCIE-SE PESQUISA DE OBRAS CADASTRO DE OBRAS ISRC
VOLTAR

Nota de Pêsames: Dominguinhos (1941 – 2013)

O cenário musical brasileiro está de luto. O instrumentista, cantor e compositor José Domingos de Moraes, o Dominguinhos, faleceu nesta terça-feira (23/07) em São Paulo – SP. O músico lutava havia seis anos contra um câncer de pulmão.

dominguinhos-foto-victor soares - Cópia

(Foto: Victor Soares)

Dominguinhos morreu aos 72 anos, em decorrência de complicações infecciosas e cardíacas, por volta das 18h desta terça-feira, no hospital Sírio-Libanês, onde estava internado desde janeiro desde janeiro deste ano, transferido de um hospital de Recife – PE.

Ao longo do tratamento, Dominguinhos desenvolveu insuficiência ventricular, arritmia cardíaca e diabetes. Segundo Guadalupe Mendonça, ex-mulher do cantor, quando os médicos diagnosticaram a doença, a expectativa era que ele sobrevivesse apenas seis ou oito meses; e ele resistiu por quase sete anos.

A morte de Dominguinhos é uma perda irreparável para a música brasileira. O cantor era considerado o mais importante sanfoneiro do país, além de ser o herdeiro artístico de Luiz Gonzaga, que conheceu quando tinha 8 anos de idade e foi presenteado pelo Rei do Baião aos 13 anos, ganhando sua primeira sanfona.

O corpo de Dominguinhos será velado até às 16h de hoje, na Assembleia Legislativa de São Paulo e depois será levado para Recife, onde será enterrado.

A ABRAMUS lamenta muito a morte do artista e deseja muita força e paz a toda a família, neste momento tão difícil.

SIGA-NOS NAS
REDES SOCIAIS

ASSINE NOSSA NEWSLETTER