Sonia Rubinsky é indicada para o Prêmio Carlos Gomes

Faça parte da maior associação de música e artes do brasil

ASSOCIE-SE

Faça parte da maior associação de música e artes do brasil


ASSOCIE-SE PESQUISA DE OBRAS CADASTRO DE OBRAS ISRC
VOLTAR

Sonia Rubinsky é indicada para o Prêmio Carlos Gomes

Sonia concorrerá à categoria solista instrumental, pela gravação integral das Canções Sem Palavras de Mendelssohn

O Prêmio Carlos Gomes

Surgiu em 1996 e, desde o primeiro instante, a premiação surgia para homenagear, em primeiro lugar, um dos maiores artistas da história do país, o compositor Carlos Gomes; em segundo lugar, para honrar músicos e personalidades que lutavam por sua arte em um contexto muitas vezes pouco receptivo, o mesmo meio que, guardadas as devidas proporções, havia feito com que Carlos Gomes morresse praticamente na miséria em seu país, após uma carreira de prestígio na Itália. Ao mesmo tempo, com a escolha dos melhores da música erudita e ópera brasileiras, esperava-se criar um universo de referências para o setor, consolidando seu vigor tanto internamente como perante a vida cultural mais ampla do país.

O Prêmio Carlos Gomes corrigiu injustiças, premiou artistas que, possivelmente, seriam enterrados pela ação do tempo e do descaso; revelou jovens talentos; deflagrou e consolidou carreiras; acompanhou a descentralização da produção, fenômeno mais marcante dos últimos anos de atividade musical no país; discutiu a importância da memória na construção de uma tradição musical; e sinalizou o desejo de profissionais, críticos e especialistas, de encontrar no mercado musical uma coerência de talento e iniciativas. Não foi pouca coisa.

Para conhecer mais o Prêmio e toda sua história, acesse: www.premiocarlosgomes.com.br

A indicada

Entre os vários prêmios recebidos por Sonia Rubinsky estão o de “Melhor Recitalista do Ano”, pela Associação Paulista de Críticos de Arte, o William Petschek Award da Juilliard School e o primeiro prêmio no concurso Artists International, ambos em Nova York. Gravou a obra completa para piano de Villa-Lobos (8 volumes) pela gravadora Naxos. O volume I foi indicado para o Grammy e também foi escolhido pela revista Gramophone um dos cinco melhores lançamentos de 1999. O volume V foi selecionado pela Gramophone como um dos dez melhores lançamentos de outubro de 2006. Sonia Rubinsky gravou também obras de John Adams, Debussy, Messiaen, Jorge Liderman e Mozart.Atualmente Sonia Rubinsky vive em Paris. A artista se apresenta como solista, mas desenvolve também o trabalho de “Artista em Residência no Edward Aldwell Center”. Aclamada pela crítica e coroada com diversos prêmios, Sonia Rubisnky revela-se uma das melhores pianistas de sua geração.

Fonte sobre a artista: Felipe Renault – Kunst Cultural Management

 

SIGA-NOS NAS
REDES SOCIAIS

ASSINE NOSSA NEWSLETTER