Centenário de Herivelto Martins

Faça parte da maior associação de música e artes do brasil

ASSOCIE-SE

Faça parte da maior associação de música e artes do brasil


ASSOCIE-SE PESQUISA DE OBRAS CADASTRO DE OBRAS ISRC
VOLTAR

Centenário de Herivelto Martins

Fonte: Site Correio Brazilienze

Há 100 anos nascia no distrito de Rodeio (hoje Engenheiro Paulo de Frontin), no Rio de Janeiro, Herivelto de Oliveira Martins (30/01/1912 – 17/09/1992), aquele que viria a ser um dos principais nomes da música popular brasileira. Filho de Carlota de Oliveira e do agente ferroviário Félix Bueno, Herivelto Martins tornou-se conhecido pelas lindas composições e pelo tumultuado relacionamento com Dalva de Oliveira, cantora que dividia o palco com ele no Trio de Ouro, ao lado também de Nilo Chagas.

Já aos 9 anos, Herivelto compôs o primeiro samba, ‘Nunca mais’. No total, foram cerca de 700 composições, entre tangos, sambas, marchas de carnaval, valsas e jongos africanos.

Foi em uma barbearia da Zona Norte do Rio que o músico conheceu José Luís Costa, o Príncipe Pretinho (autor de ‘Só Para Chatear’, sucesso no carnaval de 1948). O sambista renomado o levou para um ensaio do conjunto de J.B. de Carvalho, grupo em que Herivelto conheceu Francisco Sena, seu companheiro na Dupla Preto e Branco. Depois que Sena morreu, Nilo Chagas entrou em seu lugar e, com a aparição de Dalva de Oliveira, formou-se o Trio de Ouro, que estourou no rádio.

Com Dalva de Oliveira, Herivelto Martins viveu um intenso e turbulento amor nas décadas de 1930 e 1940. O relacionamento rendeu clássicos como ‘Tudo acabado’, ‘Errei sim’, ‘Calúnia’, ‘Palhaço’ e ‘Bom dia’ (esta, dizem, escrita em uma tampa de uma caixa de sapatos, durante uma fase de enorme dificuldade financeira). Um dia, Herivelto mandou pelo filho Pery Ribeiro o samba-canção ‘Fracassamos’ para Dalva. Ela gravou a música no seu último compacto. A canção dizia “E quanta coisa juntos nós realizamos. Porém, agora, reconheço, fracassamos”. As brigas eram impulsionadas pela mídia da época, que se satisfazia com as composições e colocava mais lenha na fogueira da dupla de artistas.

Herivelto é um artista que merece sempre ser lembrado pela importância e consistência de sua obra.

 

 

 

SIGA-NOS NAS
REDES SOCIAIS

ASSINE NOSSA NEWSLETTER