Música Educa

Faça parte da maior associação de música e artes do brasil

ASSOCIE-SE

Faça parte da maior associação de música e artes do brasil


ASSOCIE-SE PESQUISA DE OBRAS CADASTRO DE OBRAS ISRC
VOLTAR

Música Educa

Foto: Instagram Oficial @_neymarques

Publicado em 20/07/2022

Elemento importante na educação, na formação e no despertar dos sentidos, o “Música Educa” aposta no conhecimento musical como semente para um futuro.

Idealizado pelo músico e produtor musical, Ney Marques, o projeto MÚSICA EDUCA retorna este ano para uma segunda rodada e irá contemplar cinco escolas públicas municipais de São Paulo: CEU Meninos, em Sacomã, CEU Capão Redondo, CEU Jaguaré, CEU Butantã, no Jardim Esmeralda e CEU Continental, em Guarulhos. 

As apresentações serão em agosto. Bach, Vivaldi, Pixinguinha, Luiz Gonzaga, Tom Jobim e Dodô e Osmar, suas histórias e suas canções se entrelaçam e são contadas por músicos que durante suas carreiras tocaram em orquestras e acompanharam grandes artistas da música brasileira e internacional. O bandolim, o violino, o piano darão vida à essas composições que ajudaram

tanto a construir a história da música. O projeto leva aos estudantes, crianças, jovens e adolescentes a raiz da música clássica, a alegria da música popular e a genialidade desses compositores. 

“Para tocar, interpretar é preciso saber respeitar todos os músicos que estão tocando juntos aquela canção. Isso é uma lição que aplicamos em nossas vidas, nos ensina o saber respeitar e conviver em grupo. É também um dos propósitos do projeto nas escolas ”, explica Ney.

Este projeto de cunho social nasceu com o objetivo central de introduzir ao público infanto-juvenil um resumo da história da música, revisitando desde os clássicos até compositores populares, demonstrando o entrelaçamento que há entre ritmos criados, musicalidades, instrumentos e até mesmo trazer uma percepção positiva para a carreira de músico como profissão. “Por experiência, sabemos que a música pode ser elemento transformador na formação de crianças e jovens e, em muitos casos, dos próprios familiares”, conta Ney.

A vivência em formato de oficinas tem 01h30min. O projeto apresenta a música por um ângulo bastante amplo através de uma descontraída apresentação capitaneada pelo Trio “Bandolim Elétrico”, formado por Ney Marques no bandolim elétrico, José Antonio Almeida no piano e Cassio Poletto no violino. Eles tocam trechos, tecem comentários e trazem curiosidades sobre a genialidade de compositores relevantes.

Outra reflexão importante levada aos alunos é que a música também ensina o saber respeitar e conviver em grupo. “A relação do desenvolvimento de habilidades na música aliada ao raciocínio matemático, integradas com as outras disciplinas, acabam por gerar um desenvolvimento mais abrangente na formação . A sistemática das cifras e as partituras utilizadas nas composições são verdadeiras equações matemáticas: repetições, pausas, padrões, tríades, escalas, dicotomias, coerências e adequação de tom, incentivando assim a criatividade dos alunos participantes”, argumenta Ney. 

Durante as apresentações serão doadas três flautas doce e um violão de nylon, acompanhados de um livro básico com o método de aprendizagem para iniciantes. Em sua expansão educacional, o “Música Educa” também se concretiza nos palcos do projeto sociocultural “Meninos Diamantes”, ambos contemplados com subsídios advindos da Lei Aldir Blanc, pelo escopo de fomentar a cultura e as causas sociais. 

No Youtube, o Projeto Música Educa oferece aulas de flauta doce com o professor Rafael Beck.

Instagram e Facebook: @projetomusicaeducasp

SIGA-NOS NAS
REDES SOCIAIS

ASSINE NOSSA NEWSLETTER