Ceará Ibero-Americano

Faça parte da maior associação de música e artes do brasil

ASSOCIE-SE

Faça parte da maior associação de música e artes do brasil


ASSOCIE-SE PESQUISA DE OBRAS CADASTRO DE OBRAS ISRC
VOLTAR

Ceará Ibero-Americano

Por Luis Zanin Oricchio para O Estado de S. Paulo

O Coro, do brasileiro Werner Schuman, dá início, na noite desta quarta-feira, 8, ao 21º Cine Ceará, que adotou, faz alguns anos, o formato ibero-americano em sua mostra competitiva de longas-metragens. Serão nove filmes em concurso, sendo três nacionais. Além do paranaense O Coro, concorrem aos troféus Mucuripe Mãe e Filha, de Petrus Cariry, e Homens com Cheiro de Flor, de Joe Pimentel, ambos do Ceará. O Brasil, portanto, será a força majoritária na mostra principal.

De outros países vêm Assalto no Cinema, de Iria Gomez (México), Bicicleta, Maçã, Colher, de Carles Bosch (Espanha), Boleto ao Paraíso, de Gerardo Chijona (Cuba), Língua Materna, de Liliana Paolinelli (Argentina), Pássaros de Papel, de Emilio Aragón (Espanha) e Todos Teus Mortos, de Carlos Moreno (Colômbia). Nove longas-metragens, de seis países diferentes, e todos inéditos no Brasil. Uma boa colheita.

Para continuar lendo essa matéria, acesse: http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20110608/not_imp729342,0.php

SIGA-NOS NAS
REDES SOCIAIS

ASSINE NOSSA NEWSLETTER