Mais uma grande perda para o Direito Autoral.

Faça parte da maior associação de música e artes do brasil

ASSOCIE-SE

Faça parte da maior associação de música e artes do brasil


ASSOCIE-SE PESQUISA DE OBRAS CADASTRO DE OBRAS ISRC
VOLTAR

Mais uma grande perda para o Direito Autoral.

Foto: DR – Direitos Reservados

Morre, aos 80 anos, João Carlos Muller Chaves.

Publicado em 13/01/2021

Considerado um dos maiores advogados autoralistas do país, João Carlos Muller se enveredou no mercado cultural a partir de 1966 quando foi levado a trabalhar na Companhia Brasileira de Discos (que mais tarde tornou-se Polygram e atualmente Universal) e EMI. Durante a Ditadura, era dele a função de tentar liberar músicas junto à censura instalada naquele período.

Participou, como assessor técnico, da delegação à Conferência de Genebra, em 1971, que instituiu a Convenção para a Proteção aos Produtores de Fonogramas contra a reprodução não-autorizada de seus fonogramas. Foi membro titular do Conselho Nacional de Direito de Autor (CNDA) e secretário-geral da Federação Latino-Americana de Produtores de Fonogramas e Videogramas (Flapf) futuramente incorporada pela International Federation of the Phonographic Industry (IFPI).

“Tive a oportunidade de negociar com ele, em uma ação do Vinícius de Moraes. Um homem inteligente, culto, extremamente divertido… Um indivíduo interessante, rico. Sempre foi conciliador. Um grande batalhador em prol do Direito Autoral. Viveu a vida com bastante plenitude e merece todas as nossas homenagens” comenta Roberto Mello, Diretor da Abramus.

SIGA-NOS NAS
REDES SOCIAIS

ASSINE NOSSA NEWSLETTER