Dorgival Dantas, o Poeta do forró

Faça parte da maior associação de música e artes do brasil

ASSOCIE-SE

Faça parte da maior associação de música e artes do brasil


ASSOCIE-SE PESQUISA DE OBRAS CADASTRO DE OBRAS ISRC
VOLTAR

Dorgival Dantas, o Poeta do forró

Foto: Divulgação – Direitos Reservados

Por Belinha Almendra

Os meses de junho e julho são aguardados com ansiedade pelos amantes das festas juninas, principalmente nas regiões norte e nordeste do Brasil. Sempre foi assim com o menino de Olho D’Água do Borges, no Rio Grande do Norte, que herdou do pai a sanfona e o amor pela música e hoje é fenômeno da música nordestina, como produtor, cantor e compositor. Dorgival Dantas ganhou do povo o apelido carinhoso de “Poeta” e admite ser romântico: seus sucessos falam de amor, carinho, saudade. E assim vai arrebatando milhões de visualizações na internet e multidões de fãs, onde quer que se apresente. Em tempos de pandemia, sua agenda está repleta de lives, afinal o São João não pode parar.

Direitos Reservados

Ainda menino Dorgival só pensava em tocar, mas foi a conselho de seu pai que se dedicou à composição.

“Meu pai, ainda em vida, me falou: meu filho, faça música. Perguntei se era difícil, apesar de nunca ter feito isso, me respondeu que era como tudo na vida – só é difícil a primeira vez.”

Dorgival Dantas

Com a morte do pai, Dorgival Dantas largou a sanfona e se dedicou aos teclados durante oito anos.

“No Grupo Show Terríveis adquiri uma experiência muito boa, foi pra mim uma grande escola como tecladista. Lá conheci a grande Solange Almeida, com quem voltei a trabalhar anos depois, eu como compositor e ela como a voz de algumas de minhas canções nos Aviões do Forró.”

Dorgival Dantas

Além da vida de músico, pilotando um teclado ou a sanfona, Dorgival também sentou praça como produtor, função que considera tão importante como compor ou cantar.

“As três coisas andam lado a lado, pois cantar é uma porta para mostrar minhas canções e a coisas que produzo. Nessa época que estamos vivendo tenho me dedicado a conhecer coisas novas e até arriscado a produzir umas coisinhas.”

Dorgival Dantas

E garante que logo, logo vai mostrar as novidades:

“Amo de paixão tudo isso, compor, cantar e produzir!”.

Dorgival Dantas

Em sua coleção de instrumentos, Dorgival guarda com carinho duas sanfonas que foram de ninguém menos do que Luiz Gonzaga e de outros mestres da música nordestina.

E de onde terá surgido o apelido de “Poeta”? Dorgival explica que isso ocorreu naturalmente.

“Faço questão de dizer que nunca me dei esse nome. Isso veio do povo, foi uma forma carinhosa que veio deles e acabou pegando.”

Dorgival Dantas

Há quem diga que isso veio das letras de Dorgival, sempre cantando histórias de amor que podem acabar bem, ou nem tanto. Sucessos como “Coração”, “Amor Covarde”, “Esperando na janela”, “Paixão errada”, “Você não vale nada mas eu gosto de você” e tantos outros de sua autoria, não deixam dúvidas.  

Uma emoção que Dorgival jamais esquece foi a primeira vez que ouviu uma composição sua em uma trilha de novela.

“Eu estava lá no meu interior, na cidade de Olho D’Água do Borges, e não acreditei! Era uma cena que se passava no Carnaval de Salvador, com a música “Coração”. Depois de lá vieram outras grandes oportunidades. Eu agradeço muito a Deus por tudo o que aconteceu na minha vida”.

Dorgival Dantas

Ao ouvir suas canções interpretadas por artistas consagrados, como Michel Teló, Gilberto Gil, Jorge & Mateus e Calcinha Preta, Dorgival garante que apenas seguiu o conselho do pai e que as coisas foram acontecendo naturalmente.

“Ver grandes nomes da música citando trechos ou cantando canções completas que escrevi, é uma alegria muito grande para quem dá os primeiros passos”.

Dorgival Dantas

E completa:

“A gente trabalha sempre pensando em colocar o prato de comida na mesa todos os dias, mas às vezes Deus abençoa tanto que o prato vem até com carne!”

Dorgival Dantas

Oficialmente canceladas em função da pandemia e da necessidade de isolamento social, as festas de São João estão fazendo falta para artistas e fãs dos festejos tradicionais. Mas Dorgival, que tem agenda de shows sempre lotada nesse período, não reclama:

“Tudo no tempo de Deus é maravilhoso, se ele quis assim, aceito e digo que estou aqui esperando novamente o tempo dele. Mas se eu falar que não sinto falta da energia do público, toda equipe reunida na estrada, no palco, estaria mentindo. Faz uma falta danada!”

Dorgival Dantas
Direitos Reservados

E são as lives que estão matando as saudades do público e do artista – e as de Dorgival são sucesso instantâneo.

“Saber que temos a liberdade de estar em casa, conversar, falar, cantar e receber essa resposta imediata do Brasil todo é muito bom. Mas a sensação é que realmente estamos somente entre amigos, pessoas de casa e podemos cantar e falar de um tudo.”

Dorgival Dantas

E quando tudo isso passar, qual será a primeira coisa que ele vai fazer?

“Quero pegar a estrada, matar a saudade de todos, caminhar, fazer shows, correr pra minha cidade, Olho D’Água do Borges, e viajar por esse Brasil afora.”

Dorgival Dantas

Os milhares de fãs de Dorgival Dantas não vêem a hora de voltar a dançar e cantar com o “Poeta” e seus grandes sucessos. Até lá, o São João será virtual mas repleto de amor, carinho e romantismo, do jeito que o artista potiguar tanto gosta.

Divulgação – Direitos Reservados

Siga Dorgival Dantas:
Facebook
YouTube
Instagram

SIGA-NOS NAS
REDES SOCIAIS

ASSINE NOSSA NEWSLETTER