Dia Mundial do Rock: 7 bandas brasileiras que mantêm o rock vivo!

Faça parte da maior associação de música e artes do brasil

ASSOCIE-SE

Faça parte da maior associação de música e artes do brasil


ASSOCIE-SE PESQUISA DE OBRAS CADASTRO DE OBRAS ISRC
VOLTAR

Dia Mundial do Rock: 7 bandas brasileiras que mantêm o rock vivo!

Melhor do que comemorar o Dia Mundial do Rock é ele cair em uma sexta-feira 13, não é verdade? E a Abramus não pode ficar de fora dessa celebração.
Para isso, listamos 7 bandas que de uns tempos para cá estão fazendo muito barulho Brasil afora e mantendo o rock vivo. Vamos nessa?

1. O Terno

Impossível não começar essa lista por essa galera. Como eles mesmos se definem, O Terno é um “power-trio de canção-rocknroll-pop-experimental de São Paulo”. Formado por Tim Bernardes, Guilherme D’Almeida e Gabriel Basile em 2009 como uma banda cover. Três anos mais tarde lançaram “66”, disco de estreia e despontaram por aqui, recebendo excelentes críticas e alguns prêmios. O grupo já até fez turnê internacional passando por Portugal e Espanha.

2. menores atos

Letras fortes, melodias marcantes e som visceral. Talvez esses sejam os melhores termos para definir a banda carioca que voltou com tudo em 2014, com o disco “Animalia”. Na época, entrou na lista dos 50 dos 50 melhores discos do ano pelo portal Tenho Mais Discos Que Amigos, reforçando que a cena underground do Rio de Janeiro tem muito a oferecer. Este ano, o trio lançou “Lapso”, que não fica atrás.

3. Vespas Mandarinas

Não é qualquer um que concorre ao Grammy Latino, não é mesmo? Pois a Vespas Mandarinas receberam uma indicação na categoria “Melhor Álbum de Rock Brasileiro”, com o disco de estreia, “Animal Nacional”, de 2013. Mesmo com a recente saída de Chuck Hipolitho do grupo, o fundador da banda Thadeu Meneghini garante que os trabalhos continuam.

4. Vanguart

Já se vão 12 anos desde que o grupo idealizado por Helio Flanders em Cuiabá, Mato Grosso, deu um boom na cena independente nacional com “Semáforo”. Daí surgiram convites para participar de programas de diversos canais de TV fechada e aberta. Com o passar do tempo, a banda soube amadurecer e seu último single, “Todas as Cores”, talvez seja o maior exemplo disso.

5. Gram

A banda mais antiga desta lista é, talvez, a que mais bombou na década passada. Não tem quem não se lembre de “Você Pode Ir na Janela” e seu triste clipe do casal de gatinhos. A banda anunciou o fim em 2007, mas voltou em 2014 sem o vocalista Sérgio Guilherme Filho, substituído por Ferraz, e buscando outras sonoridades, como o rap, em “Minha Rapunzel tem Dread”, parceria com MC Soffia.

6. Ventre

Do primeiro disco ao palco de um dos festivais mais prestigiados foram apenas três anos. O trio carioca Ventre lançou em 2015 o álbum homônimo que rapidamente chamou a atenção da cena independente. Daí em diante, Gabriel Ventura, Hugo Noguchi e Larissa Conforto ascenderam ao palco do Lollapalooza deste ano. Tanta correria (sem contar os projetos paralelos dos integrantes) fez com que eles pedissem uma pausa, anunciada no início do ano. Mesmo no hiato, o grupo vem divulgando pouco a pouco os singles que formarão o EP “Saudade”. Que voltem logo!

7. Garotas Suecas

Uma mistura de rock, funk e soul com letras bem humoradas são a marca registrada dessa banda paulistana. O primeiro álbum completo do grupo, “Escaldante Banda” (2010), rendeu shows nos Estados Unidos e na Espanha, além de críticas positivas mundo afora. A saída do vocalista Guilherme Saldanha, em 2014, marcou o início de uma nova fase, na qual todos compõem e cantam, sem perder nada em qualidade.

SIGA-NOS NAS
REDES SOCIAIS

ASSINE NOSSA NEWSLETTER