Nota de Falecimento- José Bartolomeu

Faça parte da maior associação de música e artes do brasil

ASSOCIE-SE

Faça parte da maior associação de música e artes do brasil


ASSOCIE-SE PESQUISA DE OBRAS CADASTRO DE OBRAS ISRC
VOLTAR

Nota de Falecimento- José Bartolomeu

Comunicamos a todos, com grande pesar, o falecimento do nosso representante em Pernambuco, o Sr. José Bartolomeu de Araújo.

José Bartolomeu, era também compositor, músico e proprietário da editora Sonocom, editora importante em Recife e representava a Abramus há mais de 10 anos, colaborando assim com o trabalho na distribuição dos direitos autorais na região. Lamentamos esta grande perda e desejamos muita força e paz a toda família e amigos, em especial aos seu filho, Carlos Araújo, também nosso representante em Pernambuco.

 

História

Desde cedo, demonstrava gosto pela música e se sentia fascinado pelos instrumentos que compunham uma orquestra, particularmente o trompete. Foi assim que iniciou os estudos musicais em sua terra natal, São Vicente Ferrer, com o maestro Patrício Gomes. Em 1957, foi para o Recife com o intuito de continuar seus estudos com o maestro José Felipe. Logo se tornaria componente da Orquestra Jazz Itapuã, regida pelo seu professor. Daí em diante, sua carreira tomou impulso e começou a compor, sempre em ritmos que falavam de sua terra, sua gente, seus costumes, dentre eles o maxixe e a ciranda. O frevo, no entanto, foi o ritmo a que mais se dedicou como compositor, particularmente o frevo orquestrado, chamado frevo-de-rua. Participou de várias orquestras de frevo, a do Maestro Duda, a Pernambucana de Frevos, a de Fernando Borges e, também a Banda da Cidade do Recife. Nesta última, sempre atuando como trompetista, chegou à aposentadoria. É representante da ABRAMUS , com escritório na cidade do Recife. Como produtor elaborou pela Polydisc – selo pernambucano – os seguintes resgates em CD: Melhores frevos-de-rua, de bloco e canção das últimas décadas, além de série 20 Supersucessos de Capiba, Nelson Ferreira e de Velhos Carnavais. Em 2004, ainda pela Polydisc, lançou um CD reunindo parte de sua produção musical carnavalesca.

Outras obras: Perturbando, frevo, Chantecler/1961; Salpicando, frevo, RCA Victor/1967; Baraúna, frevo, Mocambo/1967; Lavanca, frevo, RCA Victor/1971; Bicudo, frevo, Passarela/ 1978; Tijolinho, frevo, Som Livre/1988 (c/a Orquestra Ademir Araújo – 1º lugar no Frevança 88); Vou dançar ciranda, parceria Fernando Borges, interpretação Ney Matogrosso, pela Philips – Polygram/1993; Largando o aço, frevo,  Chantecler/1966; Cheguei agora, frevo-canção em parceria com Vicente Rodrigues, Passarela/1979; Recordação de Zé Careca, frevo, parceria Guedes Peixoto e Orquestra, Passarela/1981; Faca cega, frevo, Cactus/1982.

Fonte: onordeste.Com – Enciclopédia Nordeste

SIGA-NOS NAS
REDES SOCIAIS

ASSINE NOSSA NEWSLETTER