Parceria de longa data, Almir Sater e Renato Teixeira

Faça parte da maior associação de música e artes do brasil

ASSOCIE-SE

Faça parte da maior associação de música e artes do brasil


ASSOCIE-SE PESQUISA DE OBRAS CADASTRO DE OBRAS ISRC
VOLTAR

Parceria de longa data, Almir Sater e Renato Teixeira

Almir Sater e Renato Teixeira retratam as raízes brasileiras em suas músicas

Almir Sater e Renato Teixeira são verdadeiros ícones da música caipira brasileira. Os profissionais, que têm suas obras protegidas pela ABRAMUS, trilharam carreiras solo e fizeram sucesso com parcerias em coposições. A união das duas feras rendeu hits como “Tocando em Frente”, “Boiada” e “Um Violeiro Toca”.

Violeiro, compositor, cantor e instrumentista, Sater começou sua carreira em 1981, quando gravou o disco “Estradeiro”. O mato-grossense é um dos grandes nomes do cenário musical brasileiro quando o assunto é a viola de 10 cordas. As músicas “Comitiva Esperança” e “Chalana” se destacaram bastante entre os fãs e admiradores do gênero.

Renato Teixeira nasceu em Santos (SP) e passou a juventude em Ubatuba, também litoral paulista, e em Taubaté, no interior do Estado. Ao longo de sua carreira, o profissional compôs dezenas de canções e cantou ao lado de artistas como Gal Costa e Elis Regina. Ele criou jingles e estourou com músicas como “Romaria” e “Amanheceu, Peguei a Viola”, cantada também por Almir Sater.

Ao longo de suas carreiras, Sater e Teixeira atuaram por três décadas lado a lado na composição de canções. No final de 2015, os dois lançaram seu primeiro álbum conjunto. Intitulado “AR”, a obra conta com dez faixas inéditas. O CD, gravado no Brasil e em Nashville, nos Estados Unidos, foi produzido pelo norte-americano Eric Silver.

Com uma pegada folk, “AR” fez tanto sucesso que foi eleito o “Melhor Álbum de Música de Raízes Brasileiras” no último Grammy Latino. A faixa “D de Destino” também foi indicada na categoria “Melhor Música em Língua Portuguesa”. Atualmente, a dupla segue fazendo shows que incluem o novo repertório e sucessos antigos. Em 2016, eles também se apresentaram algumas vezes com o grupo Tocando Em Frente, parceria com o músico Sérgio Reis.

SIGA-NOS NAS
REDES SOCIAIS

ASSINE NOSSA NEWSLETTER