Prefeitura de Caruaru não paga direitos autorais aos compositores há 12 anos

Faça parte da maior associação de música e artes do brasil

ASSOCIE-SE

Faça parte da maior associação de música e artes do brasil


ASSOCIE-SE PESQUISA DE OBRAS CADASTRO DE OBRAS ISRC
VOLTAR

Prefeitura de Caruaru não paga direitos autorais aos compositores há 12 anos

post4 - 12.7

 

Caruaru é conhecida como a capital do forró e possui uma das principais festas de São João do mundo, mas apesar disso se recusa a pagar pelos direitos autorais dos compositores das músicas que são executadas durante suas festas. A cidade ainda oferece cachês milionários aos artistas que se apresentam nas festas e esses valores estão sendo investigados por superfaturamento nos contratos.

Márcio Fernandes, gerente executivo de arrecadação do Ecad questiona: “Buscamos conscientizar os organizadores destes eventos, mostrando que todos, de alguma forma, saem beneficiados: tanto os representantes do poder público, que conquistam popularidade e movimentam a economia local; quanto a própria população, que desfruta de cultura e lazer. Por que, então, só o compositor deve sair prejudicado?” Muitos autores se dedicam exclusivamente a criação de novas obras e por isso têm no direito autoral sua única fonte de renda, sendo assim prejudicados pela falta de pagamento dos mesmos.

Mesmo homenageando artistas locais, como o associado ABRAMUS Gilvan Neves, pela representatividade da cultura e da música de Caruaru, a prefeitura não respeita o trabalho dos autores e não paga direitos autorais ao Ecad pela Festa de São João.

De acordo com o Portal da Transparência, o valor estimado da retribuição autoral seria de, aproximadamente, R$ 500.000,00 por ano (2015 e 2016).

Foto: DR – Direitos Reservados

SIGA-NOS NAS
REDES SOCIAIS

ASSINE NOSSA NEWSLETTER